Quem sou eu

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Sessão: ainda resta esperança


As vezes penso por alguns segundos que não mais terá cura a raça humana 
Insensível e tão cruel
Dominada pelo ego e vaidade
E assim vão vivendo, subjugando a vida de nossos irmãos animais inocentes e profanando seus corpos com dores e humilhações
Mas a esperança logo grita em meu ser e o despertar se faz
Acredito na vida e sua evolução
Lenta aos nossos olhos mas rápida para o universo
Na harmonia que o amor nos proporcionará após nosso despertar
Acredito que tudo está no mais perfeito aprimoramento universal
Onde seres estagiam no planeta para fundamentarem bases morais e éticas espirituais
Enfim estamos evoluindo

“Ele tem medo do escuro e chorava quando apagávamos a luz
Por isso fiquei com ele" - disse a veterinária.

fonte: Maurício Galvão

Nenhum comentário:

Postar um comentário