Quem sou eu

sábado, 18 de novembro de 2017

Enquanto isso em Gothan City...

Enriqueça comigo na proteção animal...
Receba centenas de pedidos de resgate todos os anos...
Trabalhe para pagar aluguel e despesas, sem passeios, luxos ou viagens ... nem mesmo roupas...ande rasgada.
Seja enxotada por sua família e desconsiderada por seus amigos que questionam sua sanidade...
Não durma para cuidar dos doentes...
Não tenha funcionários e faça o serviço de 119 animais de diversas espécies em 3 pessoas...
Acorde com vômito ao seu redor em seus breves cochilos e se culpe por não saber quem vomitou porque precisa medicar...
Tenha sorte de ter água gelada e uma geladeira pois todo o resto da sua mobília você já vendeu para pagar lar temporário e veterinário...
Se humilhe até o fim da sua dignidade por descontos veterinários, parcelamentos e tenha mesmo assim dívidas homéricas nunca quitadas...
3 refeições diárias? Esqueça delas. Se você conseguir uma será afortunado...
Seja denunciado frequentemente aos órgãos estaduais e municipais pela quantidade de animais, órgãos esses que te empurram animais sem ajudar...
Seja ameaçada por vizinhos...
Seja ameaçada por praticantes de rodeio e caça...
Viva pagando parcelamento de medicamentos e ração...
Desista de qualquer relacionamento amoroso porque ninguém tolera seguir uma rotina pesada...
Acorde às 7h e durma às 2h da manhã...
Não adoeça...senão te culparão por ser vegana...claro, nada tem a ver com a rotina de cuidar de 119 animais e ter um trabalho formal...só com o veganismo...
E no final do dia quando você pensa que tem feito seu máximo e seu melhor....como a Grace de Dogville...haverão muitos para criticar seu trabalho, para escrever mal de você na internet e dizer sobre como você pede dinheiro nas redes sociais...
Enriqueça comigo..venha viver as maravilhas de implorar por 10 reais de doação para pagar 17 mil em dívidas...
Enriqueça comigo e conheça as vantagens desse universo maravilhoso e lucrativo da proteção animal...
Depois quando um ativista/ protetor comete suicídio tentam questionar os motivos...mas são tão óbvios e táteis que não precisam de justificativas...só de bom senso.
Morrer é fácil perto de viver num caos de obrigações e ingratidão...de exigências e falta de reconhecimento ou empatia...
Difícil é respirar fundo e aguentar um dia de cada vez...

Beatriz Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário